Archive for the ‘Cultura e Diversão’ Category

BAILINHO DE CARNAVAL INFANTIL

21/01/2016

bailinho itaigara

Anúncios

EXPOSIÇÃO “PORTINARI – A CONSTRUÇÃO DE UMA OBRA”

06/01/2016

cultura-Exposição-Portinari-A-Construção-de-Uma-Obra-entra-em-cartaz-na-Caixa-Cultural-Salvador

A mostra inédita “Portinari – A Construção de Uma Obra” apresenta mais de 50 estudos do pintor, desenhista e muralista Candido Portinari (1903 – 1962). A exposição apresenta ao público o processo criativo do artista, como no caso dos estudos para o painel Guerra e Paz, produzido entre 1952 e 1956 e considerado um dos mais importantes trabalhos realizados por ele. Além de estudos, também estão expostas telas a óleo, maquetes, esboços e desenhos do artistas plástico.  A mostra ainda conta com 11 esculturas produzidas pelo artista plástico Sergio Campos, em aço e cobre, inspiradas em personagens do artista.

Vamos lá:
Exposição: “Portinari – A Construção de Uma Obra”
Período: de 16 de dezembro de 2015 a 31 de janeiro de 2016 (de terças-feiras a domingos)
Horário: das 9h às 18h
Local: Caixa Cultural Salvador – Rua Carlos Gomes, 57, Centro – Salvador (BA)
Entrada franca
Informações: (71) 3421-4200
Classificação indicativa: livre

O PÁSSARO GIGANTE E A FLECHA ENCANTADA

06/11/2015

O-Pássaro-Gigante-e-a-Flecha-Encantada_bySircHeart-311-1024x682

A peça contando a antiga história de um arrogante rei que se vê em apuros por causa do surgimento de um imenso pássaro que pousa sobre o teto de seu palácio e do valente guerreiro Oxotocanxoxô, que salva o reino de uma maldição ao vencer o pássaro gigante utilizando uma única flecha.

Baseada em uma lenda dos povos da África, a montagem se vale de efeitos de sombra, músicas inéditas e ações interativas para tocar em questões como ancestralidade e respeito aos mais velhos, com o auxílio de projeções de imagens criadas pelo artista visual Artur Soares, conduzindo os espectadores para o lugar de origem da narrativa: o diverso continente africano. Adereços e figurinos mesclam tecidos e elementos inusitados como grãos de feijão, arroz, lentilha, milho, quiabo e pimenta, que formam imagens coloridas dispostas em colares e arranjos de cabeça caracterizando os diversos personagens.

Vamos lá:

Quando: Estreia dia 7 de novembro. Temporada: dias 08, 14, 15, 28 e 29 de novembro (sábados e domingos).

Horário: às 16h.

Onde: Espaço Xisto Bahia (Rua General Labatut, nº 27, Barris).

Valor: R$ 30 e R$ 15 (meia).

Classificação livre. Recomendados para crianças a partir de 4 anos.

SEMANA DA CRIANÇA – BOLA DE SABÃO

13/10/2015

foto 01

foto 02

Sentado na calçada, de canudo e canequinha, dumplec duplim
Eu vi um garotinho, dumplec duplim, fazendo uma bolinha
Dumplec duplim, Bolinha de sabão…

foto 03

Eu fique a olhar, eu pedi para ver, quando ele me chamou
E pediu pra com ele brincar, foi então que eu vi
Como era bom brincar, com bolinha de sabão
Ser criança é bom, agora vou passar
A fazer bolinha de ilusão…..
foto aaaaa

Música: Bolina de Sabão – autor desconhecido 

MÊS DA CRIANÇA – CASA DE JORGE E ZÉLIA NO RIO VERMELHO COM PROGRAMAÇÃO INFANTIL

02/10/2015

casa do rio vermelho

MÊS DA CRIANÇA – FEIRA DE TROCA DE BRINQUEDOS E LIVROS

02/10/2015

FEIRA DA TROCA DE BRINQUEDOS

Brincar com liberdade e criatividade é um direito de toda criança. E esse brincar nem sempre precisa estar vinculado ao consumo de brinquedos. Para provocar essa reflexão sobre o consumismo infantil que envolve o Dia das Crianças, será realizada a 6ª Troca de Feira de Troca de Brinquedos e Livros, no dia 3 de outubro de 2015, sábado, às 9h, na Praça Flora.

Trocar é mais divertido que comprar: o objetivo principal da feira é promover um tempo e um espaço em que crianças e os pais possam vivenciar o verdadeiro sentido do brincar. A expectativa é deixar claro que a brincadeira está além da aquisição de brinquedos, especialmente neste momento do ano em que há um aumento expressivo da veiculação de mensagens publicitárias para o público infantil.

A Feira de Troca de Brinquedos e Livros é também uma oportunidade para conversarmos sobre excesso de consumo e desperdício, além de estimular o desapego aos bens materiais. A reflexão já começa antes mesmo da realização da Feira, quando a família seleciona os brinquedos que podem ser trocados. Nesse instante, os pais ou responsáveis podem conversar sobre a quantidade de brinquedos, aproveitando para mostrar os itens muito desejados e pouco utilizados e a importância deles perceberem a necessidade daqueles produtos serem mais bem aproveitados por outras crianças.

A Feira de Troca de Brinquedos e Livros: a promoção de feiras de troca surgiu em 2012, como uma ideia-convocação do Instituto Alana acolhida por pessoas, instituições e coletivos locais que já organizaram as feiras de troca de brinquedos em mais de 50 cidades brasileiras. Depois do grande sucesso das cinco últimas edições soteropolitanas, Salvador repete a dose de diversão, reflexão e exercício de desapego.

Na capital baiana, a organização do evento é conduzida por um grupo de mães, pais e cidadãos soteropolitanos, voluntários que almejam uma infância plena, mais inclusiva e menos consumista, que contam com a parceria de instituições públicas e privadas que priorizam a infância, o brincar e a inclusão. O evento contará com uma divertida programação que valoriza o brincar e a infância, desconstruindo a ideia da necessidade de consumir brinquedos novos para possibilitar a diversão infantil. A Prefeitura de Salvador apoia a Feira por meio da Limpurb. Já o Governo da Bahia reforça a segurança para evitar ocorrências durante o evento. As benfeitorias desta edição estão por conta do Movimento Infância Livre de Consumismo (Milc), Feiticeiras da Festa, Eureka Brincantes, Movimento Presença, Canastra Real e Escola Bike Anjo.

(texto feito pela organização do evento)

Vamos Lá:
6ª Feira de Troca de Brinquedos e Livros/Semana Mundial do Brincar
Data – 3 de outubro de 2015 – sábado
Local – Praça Flora – na Rua Guillard Muniz – Pituba
Horário – 09h às 11h

MÊS DA CRIANÇA – FESTIVAL XISTINHO

02/10/2015

xistinho2015_programacao

EXPOSIÇÃO PERERÊ DO BRASIL – ZIRALDO

02/10/2015

pererê

A Turma do Pererê do cartunista Ziraldo é o tema da exposição que está em cartaz no espaço Caixa Cultural Salvador. A mostra fica em cartaz até dia 29 de novembro, a visitação acontece das 9h às 18h, com acesso gratuito.

Ambientada como a Mata do Fundão, a exposição mostra os personagens em tamanho ampliado. Uma seleção de histórias completas exibidas em quadrinhos; as 43 capas da revista Pererê foram restauradas, ampliadas e reproduzidas nas paredes; protegidas por vidro estão expostas edições originais e algumas pranchas com desenhos inéditos; em uma das salas da galeria, monitores exibem 17 histórias em quadrinhos animados.

Toda a identidade visual da mostra é baseada na linguagem das histórias em quadrinhos. Alegria e humor são os fios condutores da exposição interativa, que busca valorizar os aspectos regionais da cultura brasileira e atrair tanto o público infantil quanto os apaixonados por quadrinhos de todas as idades.

A exposição conta, ainda, com personagens em diversas mídias, como TV, teatro, desenhos animados, quadrinhos animados em formato digital, material gráfico de produtos licenciados, publicações de revistas e livros de várias editoras, campanhas publicitárias e cartilhas educativas.

O público recebe o catálogo em formato de revista comic books, contendo apresentação, ficha técnica da exposição, tiras inéditas, cruzadinhas, caça-palavras, liga-pontos e jogo dos sete erros.

Vamos lá:

O quê: Exposição Pererê do Brasil
Autor: Ziraldo
Quando: Visitação: das 9h às 18h, de terça a domingo. Até 29 de novembro.
Onde: Caixa Cultural (Rua Carlos Gomes, 57, Centro | 3421-4200)
Ingresso: Gratuito

ESTAÇÃO DA LEITURA 2015 – BASTIDORES

01/09/2015

A Estação da Leitura é um dos principais eventos da Girassol, toda a Escola é envolvida, desde as crianças do G1 até o 5 ano, todos professores, coordenadores e funcionários. Algumas fotos dos Bastidores.

IMG-20150829-WA0010IMG-20150829-WA0008IMG-20150829-WA0007IMG-20150829-WA0004IMG-20150829-WA0009 (1)

ESTAÇÃO DA LEITURA 2015

01/09/2015

girassol 2015

Último sábado de agosto, a manhã na Escola Girassol reservava muitas surpresas. Em todos os espaços e em todos os andares os livros e a magia da literatura tomaram conta da Girassol. Foram oficinas, encontro com escritores, peças de teatro, música, stand´s para compra de livros, exposições e tantos momentos que vão ficar na lembrança dos alunos e das famílias que estiveram na Escola.  O Blog da Girassol apresenta uma pequena cobertura do evento, digo pequena porque só quem esteve lá, sabe o quanto foi grande e linda a Estação da Leitura 2015.  

ESTAÇÃO DA LEITURA 2015 – TENDAS CONTADORAS DE HISTÓRIAS

31/08/2015

lozandia

Girassol, sala 24, na porta uma Princesa ou Deusa das Histórias nos convida adentrar. Do lado de lá um ambiente bem diferente, luz baixa, música tranquila e 5 tendas. Tudo começa assim:

Primeiro passo respirar e ouvir.  

Sejam bem-vindos ao espaço das Tendas Contadoras de Histórias

Nascemos no Mundo do Era uma vez e crescemos felizes para sempre…
Na verdade, Sempre que algum leitor nos visita…
Através do portal mágico que é aberto quando a sua voz conta uma história para uma criança, nós nos mantemos nesse mundo encantado…
Para fazer essa magia ouça com atenção:
Escolha nas nossas caixas de livros a história que você quer contar…
Escolheu?
Agora, segure a mão da criança que está ao seu lado e repita conosco:
-“Serei seu leitor e usarei minha voz como chave para abrir o mundo encantado das histórias para você.”

Segundo passo, as Tendas estão abertas, podem entrar !

Em cada tenda uma família e muitas histórias. Eu do lado de fora, uma curiosa jornalista fico só observando, vejo pela sombra mãe e filha num gesto de amor que me deixa comovida. A Mãe e a filha são Ivana e Sofia que se abraçam após ler o livro “Margarida Bem Me Quer” da escritora Deborah Kristel. “As tendas criam um ambiente mágico, é muito aconchegante, fica mais fácil se render a história” diz Ivana.

SOFIA

Na tenda ao lado, mãe, avó e  filho/neto. Dona Iraci, 71 anos, mora na cidade de Sobradinho, região norte da Bahia, como estava em Salvador fez questão de conhecer a escola do neto. A nora Isabela Santos, ex-aluna da Girassol e da professora Lozândia – a Princesa ou Deusa da Literatura – aproveitou a Estação da Leitura para apresentar a escola para a Dona Iraci que ficou encantada com as Tendas. “Sempre gostei de ler para os meus filhos, às vezes lia em volta da fogueira lá no interior, agora posso ler para o meu neto, e neste lugar dentro de uma tenda, me deixou ainda mais feliz e nostálgica” explica Dona Iraci. Para o filho/neto Cauã, do 1º ano, este foi um momento de reunir a família e de carinho com a mamãe e a vovó.

VOVO

A Tenda Contadora de Histórias foi uma criação da professora Lozândia Alcantara e da coordenadora de eventos da Girassol e escritora Liris Letieres que explica a ideia principal das Tendas “inicialmente criamos essas tendas como um momento intimista entre a família, o adulto é o responsável pela leitura, então logo percebemos que esse momento não poderia ser como uma oficina que tem tempo pra acabar, cada família iria administrar o seu tempo, livre para conduzir o ritmo da leitura. Depois era hora de criar um ambiente acolhedor, veio a ideia da luz baixa, da música e uma apresentação do que viria a seguir”.  

tendas 2

Segundo Liris esse momento foi enriquecedor para a escola, que sabe da importância de criar instrumentos que favoreçam o gosto pela leitura “hoje a educação é sustentada pela criatividade precisamos ser criativos, criar meios para favorecer a escrita e a leitura na vida dessas crianças” como também para as famílias, “teve pai que revelou que nunca tinha contado uma história para o filho outro aproveitou o momento para não só ler, mas também para uma conversa olho a olho com o filho”. 

ESCURO

Na família de Arthur a experiência foi dividida com a mãe Cacilda Oliveira e o pai João Freitas. “Num tempo onde a tecnologia é tão presente onde o tempo é tão curto, a gente sente que falta esse recolhimento, de estar num lugar reservado sem interferências externas, assim podemos ler e ouvir com mais atenção, a história do livro e o que o outro tem a dizer” explica Cacilda.

arthur

ESTAÇÃO DA LEITURA 2015 – ENCONTRO COM OS ESCRITORES

31/08/2015

platão

A Estação da Leitura também proporciona encontra com os escritores da literatura infantil. Para a autora do livro O Piquenique de Platão Tão-Tão, Moina Bartilotti essa é uma boa oportunidade para encontrar os pequenos leitores. “É muito bom ficar assim pertinho das crianças e das famílias, eu não só conto a história como também ouço o que eles tem a dizer sobre o livro e a história” revela Moina. Também estiveram na Estação da Leitura a escritora Renata Fernandes com o livro “História de um Chulé, a escritora Sandra Popoff com o livro Pé de Palhaço Pé de Bailarina e o autor Pablo Maurutto com o livro No Caminho das Águas que contou e cantou para as crianças.

da mata

Na Biblioteca Ruth Rocha, na Escola Girassol, o conto A Serpente de 7 Cabeças, do livro Meus Contos Africanos, escrito pelo líder africano Nelson Mandela, foi encenada pela atriz e coordenadora da Biblioteca da Girassol Solange Campos e a trilha sonora ficou por conta do professor de música da Girassol Valnei Souza.

Africá

ESTAÇÃO DA LEITURA 2015 – OFICINAS E EXPOSIÇÕES DIVERTIDAS

31/08/2015

familia paper

As oficinas são um dos momentos mais divertidos da Estação da Leitura,  que reúne e integra as famílias em torno de uma atividade. Na oficina “Papercraft” crianças e adultos cortando, recortando e dobrando. A família de Lucas, 2 ano, faz questão de participar das atividades, “a gente não perde por nada estes encontros na escola, é o momento de estarmos juntos e de ficarmos um pouquinho no cantinho dele, que é a escola” explica Yrla Lins, mãe de Lucas. Além de participar, as famílias puderam ainda conferir uma exposição de personagens feitos de dobradura.

exposição paper

Outra exposição que também faz sucesso na Estação da Leitura é a “Conselho Jedi da Bahia Star Wars”, além de ver fotos, filmes, bonecos e objetos de uma das séries de filmes mais famosa do mundo as crianças puderam brincar com alguns dos personagens de Star Wars como: Luke Skywalker, Darth Vader e o Stormtrooper e se divertiram com o Sabre de Luz.

meninos start

neto de rosa

Uma oficina que também chamou a atenção das famílias, foi a “The Mysterious Disapearancel”, uma história itinerante e interativa toda em inglês e com o uso de tablets que movimentou crianças e adultos que tinham que desvendar pistas para solucionar um mistério.

oficina ingles

Claro que a música não poderia ficar de fora da Estação da Leitura, o professor da Girassol Marcos comandou a oficina “Trem das Estrelas”, as famílias tinham nas mãos três canções: O Trenzinho do Caipira de Villa-Lobos, Um Trem para as Estrelas de Cazuza e Trem das Onze de Adoniram Barbosa. Como quem canta seus males espanta, crianças e adultos juntos cantaram, dançaram e ficaram bem felizes.

Família Branco

Família Branco

Na família Branco essa interação já dura 40 anos como conta o patriarca da família Antônio Branco. “Todos os meus três filhos estudaram aqui, meu primeiro filho Glaucio estudou na Girassol quando a sede era na rua Rio de Janeiro, na Pituba, depois dos filhos vieram os netos, que também estudam aqui, quem sabe ainda não vejo os bisnetos”. Para Antônio, um dia como hoje é fantástico “sinto não só confiança na Girassol como me sinto parte dela”.

ESTAÇÃO DA LEITURA 2015 – PEQUENOS LEITORES GRANDES AUTORES

31/08/2015

pequenos leitores

Quem disse que as crianças não podem produzir seus próprios livros? Na Girassol, elas não só podem, como escrevem e ilustram as suas histórias que são apresentadas durante a Estação da Leitura. Para quem já conhece esse trabalho, à visita a Exposição Pequenos Leitores é motivo de orgulho e alegria, mas para quem é novo na escola a exposição é uma grata surpresa.

Assim se sentiu a mãe de Giovanna e Isabella do 2º ano, Claúdia Valéria Panetta. “Minhas filhas entraram este ano na Girassol, então eu não sabia que tinha essa apresentação dos livros, estou emocionada” conta Claúdia. Para a mãe das gêmeas, um dos aspectos que mais chama atenção dela na escola é essa construção do conhecimento, “como minhas filhas vem de outro método de ensino, consigo perceber o quanto elas estão felizes sabendo que podem ao lado do professor compartilhar o conhecimento”.

Claudia e as filhas Giovanna e Isabella

Claudia e as filhas Giovanna e Isabella

Quem também compartilha desse sentimento é a mãe de Leonardo, do G4, Bruna Gicoveloso “é muito bom chegar na escola e ver que seu filho criou a história e fez o desenho, isso ajuda ele a despertar e a desenvolver a criatividade, a Girassol está de parabéns de proporcionar esse momento as crianças”. Já o pequeno autor Leonardo resume a atividade com apenas uma frase, “foi divertido!”.  

Bruna e o filho Leonardo

Bruna e o filho Leonardo

livros

“FAMÍLIA A NOSSA MELHOR AVENTURA”

05/08/2015

A

Até o dia 26 de agosto o público pode conferir no Shopping Itaigara a Exposição “Família a Nossa Melhor Aventura” produzida pelos alunos dos G3 da Educação Infantil da Escola Girassol. “Essa exposição é uma oportunidade para que toda a família possa ver a criação das crianças, que mesmo tão pequenas, já se mostram tão criativas,” falou Velia Cotsifis, que fez questão de conferir o trabalho da sua neta.

C

Quem estiver de passagem no Shopping Itaigara aproveite e de uma paradinha porque vale a pena ver de perto a criação dos alunos da Girassol.

B             

DICA – CONEXÃO ESTAÇÃO NATUREZA

06/07/2015

Conexão Estação Natureza- Foto MilaMaluhy -8737

A Conexão Estação Natureza, exposição interativa que tem por objetivo aproximar a natureza do dia a dia das pessoas permanece em Salvador até o dia 18 de julho, na Praça de Eventos do Shopping Bela Vista, no Piso L1. O evento oferece jogos e atividades para todos os públicos e idades.

O espaço que atraí mais visitantes é o cinema sensorial de seis telas dispostas em 360º. Nele as pessoas assistem a um vídeo sobre a natureza, que leva o participante a “viajar” por diversos ambientes naturais do planeta sendo narrado pelo próprio tempo. Enquanto as cenas passam diante das telas, as pessoas sentem frio, calor, vento, chuva e até aromas: tudo de acordo com as imagens que estão sendo projetadas.

As ‘viagens sem sair do lugar’ não param por aí: os visitantes têm a oportunidade de usar os Oculus Rift (Um equipamento de realidade virtual para jogos eletrônicos). Com o equipamento é possível fazer uma visita virtual à Reserva Natural Salto Morato, unidade de conservação localizada dentro do maior trecho contínuo de Mata Atlântica do país.

Conexão Estação Natureza- Foto MilaMaluhy -8779

A mostra conta ainda com jogos interativos e tecnologias inovadoras como o ‘kinect’, no qual os personagens de um jogo sobre serviços ambientais repetem na tela os movimentos realizados pelos participantes. Além disso, os visitantes podem se divertir em um game com a tecnologia ‘motion by hands’ (movimento com as mãos), através de sensores, os jogadores mantêm as mãos próximas à tela, sem precisar tocá-la, para interagir nas diversas fases do jogo sobre as mudanças climáticas.

A exposição teve início em São Paulo (SP) e passou pelo Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG) e Brasília (DF) impactando mais de 1,7 milhão de pessoas. Depois de passar pela capital baiana, o evento segue para outras cinco capitais, percorrendo, no total, 15 mil km e alcançando mais de 60 milhões de pessoas em todas as regiões brasileiras.

VAMOS LÁ:

Conexão Estação Natureza

Data: de 04 a 18 de julho

Local: Shopping Bela Vista – Praça de Eventos – Piso L1.

Endereço: Alameda Euvaldo Luz, 92 – Horto Bela Vista, Salvador – BA.

Horários: De segunda a sábado, das 09h às 22h; domingo das 13h às 21h.

Classificação: Livre

Evento gratuito.

Informações: (71) 3038- 8493.

DESFILE DO 2 DE JULHO – UMA AULA DE HISTÓRIA NAS RUAS DE SALVADOR

01/07/2015

2-de-julho

Amanhã é o dia que as ruas do Centro de Salvador ganham as cores da bandeira do Brasil e da Bahia, é de dia lembrar das batalhas que aconteceram na Bahia a favor da Independência do Brasil, que foi declarada por Dom Pedro I no dia 07 de setembro de 1822. Na Bahia o exército português continuava resistindo, e é neste contexto que surgem os herois do 2 de julho: Maria Quitéria, Maria Felipa e Joana Angélica, além dos índios e os caboclos que representam a luta do povo em busca da liberdade, com isso a consolidação da Independência do Brasil só aconteceu um ano depois do grito de Dom Pedro I, em 2 de julho de 1823.

Programação do Desfile – na quinta-feira (02.07), a programação do desfile começa às 6h, quando acontece a Alvorada com queima de fogos na Lapinha. Às 8h, é feita a organização do Cortejo Cívico, que se inicia às 9h30 e segue em direção à Praça Thomé de Souza, local onde os Carros Emblemáticos dos Caboclos são recolhidos por volta das 11h30.

No período da tarde, às 13h30, acontece a Cerimônia Cívica no 2º Distrito Naval. Às 14h, o cortejo será organizado para sair uma hora depois. Às 17h, os Carros Emblemáticos chegam ao Campo Grande, onde serão realizadas as últimas homenagens das autoridades políticas e militares.

A atleta que irá acender a pira do Fogo Simbólico será Marily dos Santos, líder do Circuito Brasileiro de Corrida de Rua.

Guerreiras da Independência – O tema do desfile de 2015 será “Guerreiras da Independência” em homenagem às mulheres que participaram da luta pela Independência da Bahia e do Brasil, representadas por Maria Quitéria, Joana Angélica e Maria Felipa.

Programação Cultural – nesta edição, um total de 46 fanfarras irão participar do desfile, divididas em 20 no turno matutino e 26 no turno vespertino.

Os grupos provêm das escolas municipais, estaduais e do interior da Bahia. Além disso, o Afoxé Filhas de Gandhy fará uma participação especial pela manhã.

A programação musical se inicia na noite após o desfile, a partir das 18h, com o XXIV Encontro de Filarmônicas e na sexta, às 19h, acontece o Baile da Independência com participação de Armandinho, ambos sob a coordenação do maestro Fred Dantas.

Na sexta-feira, sábado e domingo, a Feira do Livro “Ao Pé do Caboclo”movimenta o Campo Grande das 9h30 às 18h. No domingo, às 17h, acontece a Volta dos Carros Emblemáticos, com a atuação da Orquestra do Maestro Reginaldo de Xangô, fanfarras e grupos culturais.

(fonte: Jornal Tribuna da Bahia)

TEATRO – A FAMÍLIA TEC-NOLO-GIA NO SHOPPING ITAIGARA

08/05/2015

Familia-Tec-Nolo-Gia-por-Isabele-da-Costa-02

A peça conta a história de uma família do ano 2.222 que volta ao passado para contar as novidades do futuro. Através da interatividade com o público, os personagens ressaltam os aspectos positivos da tecnologia na vida da família moderna. Utilizando músicas, coreografias e objetos cênicos, o trio ainda demonstra o poder do amor entre a família, assim como a importância do livro e da leitura para o desenvolvimento do ser humano.

Vamos lá:

Dia e horário: sábado (9), às 16h30

Onde: Shopping Itaigara

Preço: Grátis

TEATRO – A MÁQUINA QUE DOBRA O NADA

08/05/2015

A-MÁQUINA-QUE-DOBRA-O-NADA_foto-de-Diney-Araújo-3-1280x853

A peça gira em torno da amizade entre um garoto e um cientista, que juntos planejam criar uma máquina fantástica, capaz de dobrar o nada. Inspirada nos neologismos e poemas de Manoel de Barros, a história revela a busca incessante de um homem que luta contra a descriatividade resultante do envelhecimento. A montagem marca ainda o lançamento do ARTESANIA, Núcleo de Investigaçao em Arte-Educação que tem como principal objetivo investir em estudos e projetos nessa área.

A trama é bem provocante, aguça a curiosidade, evoca mistérios e cria uma atmosfera lúdica muito dinâmica. A encenação se potencializa tanto nas músicas, interpretadas ao vivo pelo elenco, quanto nas coreografias que vão costurando o enredo e entrelaçando enigmas da peça.

A proposta de lutar contra a “descriatividade” se reproduz nos jogos cênicos de maneira muito inteligente, fazendo refletir através das descobertas do processo de crescimento e, ao mesmo tempo, incluindo conhecimentos de Ciências, História, Cultura, Língua Portuguesa, entre outras aprendizagens. Tudo isso ambientado no universo fantástico.

Assinado por Rodrigo Frota, o cenário passeia por toda a cena. Por ser móvel, modulável e manipulado pelos próprios atores e atrizes, se torna um componente muito rico em despertar possibilidades criativas para a atuação, a direção e, consequentemente, para a iluminação – do experiente e tarimbado Pedro Dultra.

“A MÁQUINA QUE DOBRA O NADA” é uma aventura poética, científica, filosófica, cheia de humor, mistérios e muita fantasia.

Vamos lá :

Espetáculo: A Máquina que Dobra o Nada

Dia e horário: aos domingos de 19/04 A 24/05, às 16h

Local: Teatro Módulo
Ingresso: R$40,00 (inteira) / R$20,00 (meia)

ENCONTRO COM O POETA – JOÃO FILIPE

12/03/2015

gfg

“Eu não sabia que uma criança de 4 anos poderia criar uma poesia, eu pensei que só com 6 anos, eu fiquei surpresa”, essa frase da pequena Sara, do 4 ano do Ensino Fundamental da Escola Girassol, resume bem como foi o encontro do alunos com o poeta. O autor em questão, é João Filipe de Castro Oliveira, de 12 anos, que acaba de lançar o seu primeiro livro de poemas “Sussurrador de Poesia”. O menino prodígio recitou o seu primeiro poema aos 4 anos, como não sabia ler, pediu pra mãe para escrever, porque ainda não era alfabetizado. De lá pra cá, já são 24 poemas publicados e tanto outros que vão estar num segundo livro que ele pretende lançar em breve.

hgh

O nome do livro surgiu na época que João Filipe estudava na Girassol, o sussurrador de poesia é um projeto que todo o ano a escola desenvolve, os alunos criam um cone e sussurram poesias no ouvido de quem está disposto a ouvir. Durante o encontro com os alunos, João Filipe não só leu alguns dos seus poemas, como respondeu às várias perguntas das crianças e ainda apresentou um dos poemas que ele musicou – sim o menino ainda é guitarrista e faz parte de uma banda de rock -para o Festival de Música da Girassol, Femeg.

A carreira do garoto escritor mexeu com a imaginação das crianças. Noemy, 9 anos, adora ler e disse que não esperava encontrar um poeta tão jovem, “eu achava que só adulto podia lançar um livro”, diz Noemy. Quem também ficou animada foi Sara, 9 anos, ela revelou que também escreve poesias, “quem sabe um dia, já maior, eu também não volto na Girassol pra falar sobre o meu livro”. Para Caio, também de 9 anos, encontros como estes na escola incentivam os alunos a ler mais ” a semana da poesia é muito importante, faz a gente relembrar as poesias que existem no mundo”.

nbn