UM OLHAR, UMA ANÁLISE DOS NOVOS TEMPOS

Neste fim de ano, a Escola Girassol convida os pais para uma reflexão a respeito dos filhos, educação, sociedade e escola. A diretora pedagógica da Girassol Rosa Silvany, que há 40 anos exerce a função de educadora, preparou um manuscrito que foi entregue aos pais, com várias observações sobre este mundo contemporâneo e os valores de hoje.

O texto convoca os pais a pensar:

“Pensar nesse papel abrangente que foi depositado na Escola Contemporânea. Pensar no papel da Família e nos limites que ela, como autoridade máxima na tarefa de educar, tem que estabelecer. Pensar no novo contexto, na nova ordem mundial e nas suas descobertas. Pensar na apropriação de informações indevidas que estão a disposição de nossas crianças. Pensar em soluções para que toda a parafernália ao nosso dispor seja usada para facilitar e dignificar a existência humana.”

Rosa também chama atenção para o uso muitas vezes inadequado da mídias e as novas técnologias (jogos eletrônicos, internet e as redes sociais) e cita um exemplo: “recentemente estava em um café em um Shopping e, na mesa ao lado, havia uma família com uma criança de aproximadamente 5 anos de idade. O pai, com um iPhone na mão, via as notícias, quando passou a ler para o filho, como se fosse uma história, com as entonações necessárias para dar mais veracidade aos fatos: era uma caça a bandidos culminando com a morte de um deles. A mesa próxima me deu a aportunidade de acompanhar a fisionomia do garoto. Empolgava-se e torcia como se tivesse participando de um jogo virtual. Revoltei-me, senti-me impotente e, em um sábado pela manhã, voltei as reflexões que ultimamente têm me acompanhado com muita frequência”.

Há mais de quatro décadas, trabalhando com crianças, a diretora pedagógica também revela o que mudou ao longo desse tempo na convivência entre os alunos e a relação da família com a escola. “Antes havia mais entendimento da necessidade que a criança tem de sofrer alguma frustração para o seu próprio crescimento. A visão do coletivo era mais respeitada. Hoje, se percebe uma angústia nas famílias e o medo de que seus filhos passem por qualquer situação que venha causar algum tipo de decepção ou sofrimento. Isso está dificultando a visão do coletivo. “

O texto ainda fala sobre consumo, escola x modernidade e o futuro. Ao final, Rosa Silvany faz mais uma colocação para relexão: “Somos todos aprendizes: aprender a entender o novo tempo que já chegou; aprender a lidar com essa nova criança, com essa nova família, com essa nova escola, com esse novo eu que surge em cada um de nós”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: