CRIANÇAS BILÍNGUES TÊM MAIS FACILIDADE NA ALFABETIZAÇÃO, DIZ ESTUDO

Segundo pesquisadores, apesar da aprendizagem de dois idiomas ser mais lenta, as crianças compreendem mais profundamente a estrutura de um cada deles. Reportagem publicada no Estadão.com.br.

Um novo estudo com crianças educadas em ambientes bilíngues examinou os efeitos de crescer falando dois idiomas. Segundo o texto, apesar da aquisição dos diferentes idiomas ser mais lenta, as crianças bilíngues têm uma compreensão metalinguística melhor e mais profunda sobre a estrutura das línguas, uma ferramenta importante para a alfabetização durante o período do desenvolvimento infantil.

Conduzida na Universidade York em Toronto, no Canadá, e publicada no periódico Child Development, a pesquisa também aponta que elas têm melhor desempenho em testes de controle executivo, que medem a habilidade da criança em focar a atenção onde é necessário sem se distrair e deslocar a atenção quando solicitado.

Como o bilinguismo é frequentemente ligado a outros fatores, incluindo diferenças culturais, situação socioeconômica e história de imigração, é difícil determinar qual aspecto da experiência bilíngue é o responsável pelos resultados.

Para determinar quais efeitos podem ser associados ao fato de crescer falando dois idiomas, os autores compararam mais de 100 crianças com seis anos de idade que falavam apenas uma língua e que falavam duas (apenas inglês, inglês e chinês, francês e inglês e espanhol e inglês). Eles aplicaram três tarefas que mediam o desenvolvimento verbal e uma tarefa que avaliava o controle executivo. Todas as crianças tinham nível socioeconômico similar.

Os grupos bilíngues eram diferentes na similaridade entre as línguas, no contexto cultural, história de imigração e língua escolar. No entanto, em um teste de controle no qual as crianças precisavam mudar entre duas regras para classificar um conjunto de imagens, todos os grupos bilíngues desempenharam de modo similar e superaram os que só falavam um idioma. As diferenças na linguagem, cultura e imigração produziram a mesma vantagem em comparação às crianças que só falavam um idioma. Em contraste, o melhor desempenho nas tarefas de linguagem foi alcançado por crianças bilíngues cuja língua de instrução era a mesma do teste e cujas duas línguas tinham mais sobreposição.

“Em suma, os resultados do controle executivo para as crianças bilíngues são gerais, mas o desempenho nos testes verbais é específico para fatores na experiência bilíngue, como quão próxima a criança é das duas línguas e se elas são avaliadas na mesma língua em que são ensinadas na escola”, diz Ellen Bialystok, professora do departamento de psicologia da York University.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: