AS PRIMEIRAS SEMANAS DE ESCOLA

Além de novos horários, o início de ano letivo significa mudança de hábitos e choro na porta das escolas, principalmente naquelas que recebem crianças pequenas. Uma pesquisa realizada pelo site Mamatraca – especializado em maternidade – mostrou que as mães percebem o início da vida escolar dos filhos com medo, culpa, preocupação e ansiedade.

Nos primeiros dias de aula, os pais devem passar algumas horas na escola para facilitar a adaptação. Na Girassol, no primeiro dia de aula, o pai ou a mãe permanecem algum tempo na sala de aula, “é o momento que a criança começa a se situar no ambiente, da professora e da classe, são colegas novos, um mundo novo”.

Aos poucos os pais vão saindo da classe e ficam em outro local da escola, longe dos olhos da criança, mas por perto, caso elas insistam em ver os pais. Segundo Soraia  Sales Batista supervisora pedagógica da Girassol, “este é um instante que não só a criança começa a adquirir confiança na escola como também os próprios pais, este é um momento de adaptação da família”.

Cada criança tem seu tempo de adaptação, algumas na primeira semana já estão tranquilas, outras podem levar até dois meses para se adaptar a nova rotina, afirma Soraia. A hora certa de ir para a escola depende da necessidade de cada família, mas até os dois anos a adaptação é mais complicada. Com o tempo, os filhos percebem que os pais sempre voltam e ficam mais tranqüilos para começar o novo e fascinante caminho da independência.

Segundo a pedagoga “os primeiros anos na escola podem determinar a relação do aluno com o ensino. Deixar o filho contrariado na sala de aula nunca é uma boa estratégia. A adaptação deve ser feita de forma natural e gradativa, para que aos poucos a criança se acostume com o ambiente e a nova rotina.”

Para a psicóloga da Escola Girassol Paula Barachisio “primeiro é importante pensar que a criança sente o que os pais sentem, o que os pais transmitem, mesmo sem palavras. Portanto, os pais devem buscar estar bem neste momento tão importante e tão difícil, que é a adaptação escolar. De que forma? Cada um vai ter a sua resposta: Conhecendo bem a escola que foi escolhida ou tirando dúvidas com os profissionais, pedindo ajuda ao cônjuge, irmãos, mãe, pai, conversando com amigos… Enfim, cada família precisa pensar qual a sua forma de lidar com a situação e passar tranquilidade para a criança. Por exemplo, se para a mãe é mais difícil deixar o filho na escola, vê-lo chorar, talvez, o pai possa assumir esta função, transmitindo mais segurança.”

Ainda segundo Paula, as crianças precisam saber o que está acontecendo. Imagine como seria difícil chegar num local novo, com pessoas desconhecidas, ficar lá por várias horas e nem saber o porquê. É preciso explicar às crianças, de acordo com as ideias da família, porque é importante ir para a escola e deixar claro que é um ambiente seguro.

Nos primeiros dias, os pais precisam autorizar os professores diante da criança, mostrando que, naquele espaço, são eles que vão poder ajudar. De fato, não se trata de um momento fácil para as famílias. Deixar os filhos sob cuidados de outras pessoas, lidar com a ansiedade de não saber exatamente o que está acontecendo, suportar o choro e os pedidos para que fiquem com eles, não é tarefa fácil. Só é uma tarefa possível, porque sabemos da importância da escola para o seu desenvolvimento. “Educar uma criança para a vida às vezes significa vê-la chorar.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: